TMG: Nem preconceitos nem direitos de preferência no acesso aos palcos, garante vereador

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • TMG: Nem preconceitos nem direitos de preferência no acesso aos palcos, garante vereador

O grupo de teatro Calafrio, criado pelo actor e encenador Américo Rodrigues logo a seguir ao afastamento do cargo de director artístico do Teatro Municipal da Guarda e entretanto transformado em associação cultural presidida pelo próprio, volta a apresentar uma produção no TMG, integrante da programação do último trimestre do corrente ano.

Tal como noutras ocasiões, o vereador do pelouro da Cultura, que presidiu à apresentação do programa, volta a responder que essa é matéria da responsabilidade do programador: «Não sou eu que faço a programação, há um programador que tem a delegação e tem a competência de, em face daquilo que são as propostas, analisar e ver ver quais são enquadráveis».

Mas Vítor Amaral ressalva que esta opção técnica está em linha com a orientação política: «Trata-se de aceitar aquilo que são as dinâmicas da própria sociedade civil através das estruturas associativas, culturais e recreativas, que são absolutamente fundamentais».

O vereador nega que esteja a ser concedido qualquer direito de preferência à associação recentemente criada, justificando que o Teatro Municipal da Guarda «não deve ter nenhum tipo de preconceito em relação a nada nem a ninguém».

No caso do Calafrio (que levará ao palco, em Dezembro, a peça "Bartleby", com encenação de Américo Rodrigues), Vítor Amaral sustenta que a nova estrutra «cria e tem dinâmica para apresentar criações que têm qualidade e têm mérito», pelo que o TMG «deve estar aberto a essas dinâmicas».

Diferente é antever a designação daquele grupo como estrutura de produção residente, a exemplo do que foi o Projéc~, criado no âmbito do próprio TMG e extinto com a saída de Américo Rodrigues mas cujo elenco, no essencial, se transferiu para o Calafrio. O vereador garante que, do mesmo modo que não pode haver preconceitos, também aqui não haverá direitos de preferência.

De resto, a autarquia ainda não avança nem com linhas gerais sobre o fututo dos equipamentos antes sob a tutela das extintas empresas municipais: «é um processo que está naturalmente em sede própria de discussão interna e de reflexão».

Declarações à margem da apresentação da agenda do Teatro Municipal da Guarda para os últimos meses de 2015.  Na capa surge a cantora e compositora Sara Tavares, cujo espectáculo vai assinalar os 816 anos do foral da Guarda, no dia 27 de Novembro. O reconhecimento internacional desta cantora lusófona é a justificação do programador do TMG, Vítor Afonso, para a escolha da cabeça de cartaz.

Já em Outubro outro nome sonante, e um repetente nos palcos do TMG, Rodrigo Leão, subirá ao palco do grande auditório. Em Dezembro, os focos estarão ligados para a peça teatral que envolve dois nomes do humor, Maria Rueff e Joaquim Monchique.

Está também agendado um espectáculo comunitário para o primeiro dia de Outubro, Dia Mundial da Música. A produção tem como título “Sonoguarda – dicotomias do silêncio”, conta com a participação de actores e músicos amadores e é dirigido pelo percussionista Tiago Pereira.

No teatro, além do Calafrio, a nova temporada marca o regresso ao TMG da companhia criada na freguesia da Vela, Gambozinos e Peobardos.

Oiça aqui:

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.