loader

Terrenos do Rio Diz: Têxtil Tavares disponível para retomar negociações com a Câmara

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • Terrenos do Rio Diz: Têxtil Tavares disponível para retomar negociações com a Câmara

A Sociedade Têxtil Manuel Rodrigues Tavares está disponível para retomar as negociações com a Câmara Municipal da Guarda para que se concretize a escritura referente aos terrenos da antiga fábrica do Rio Diz, comprados pela autarquia por deliberação tomada no final do ano de 2001, mas que nunca passaram para a posse do município [ver notícia aqui].

Basta que a Câmara tome uma decisão acerca das propostas apresentadas pela empresa já este Verão ao actual presidente, na presença de outros membros do executivo, que consistiriam no pagamento de 800 mil euros à própria sociedade ou directamente à Segurança Social, neste caso para a liquidação de contribuições em atraso devidas pela Têxtil Tavares e o consequente levantamento da penhora que pende sobre parte dos terrenos.

O valor pedido, e que já teria sido objecto de conversações entre as duas partes, permitiria à Câmara acrescentar, ao terreno já pago por 2 milhões de euros, uma parcela de mais de quase 10 mil metros quadrados que segundo o contrato-promessa assinado há 18 anos deveria destinar-se ao desenvolvimento de um projecto imobiliário com 156 apartamentos, de que a empresa seria promotora. Só que o impasse inviabilizou a concretização. Por isso, os proprietários querem passar para a Câmara a titularidade de toda a área, incluindo a deste terreno que vai desde a antiga fábrica até à avenida Cardeal José Saraiva Martins (estrada do Rio Diz).

Em conferência de imprensa realizada esta tarde, os administradores da empresa vieram pela primeira vez a público falar do acordo celebrado com a Câmara, esclarecendo que a venda dos terrenos da fábrica não foi na altura uma opção mas sim uma imposição, dado que a autarquia pretendia ali desenvolver uma fase do Programa Polis. E que isso obrigou a Têxtil Tavares a deslocar a produção para uma nova unidade fabril na zona da Gata, com um investimento que superou em muito os dois milhões de euros da venda das antigas instalações. Daí que a vertente imobiliária tivesse sido a contrapartida acordada.

Mas mesmo o pagamento dos 400 mil contos (dois milhões de euros) não respeitou o calendário estabelecido. Foi já em Junho de 2013 (quase 12 anos depois) que o executivo presidido por Joaquim Valente liquidou a última prestação, no valor de 150 mil euros.

Assim, os administradores rejeitam a responsabilidade por esta situação e estão disponíveis para um acordo que leve à realização da escritura e permita à Câmara tomar posse plena dos terrenos, de modo a construir ali o Centro de Exposições Transfronteiriço. Até porque se trata, como o próprio presidente da Câmara reconhece, da primeira opção para a localização desse pavilhão multiusos. A possível construção no espaço do actual semi-coberto do Parque Urbano do Rio Diz é, como Carlos Monteiro já explicou, um “plano B” face à impossibilidade de ocupar os terrenos que o município comprou e pagou.

Os representantes da sociedade também revelam que ao longo de anos tentaram, junto dos anteriores executivos, concluir o negócio e formalizar a escritura, sem sucesso. E confirmam que em meados do corrente ano lhes foi colocada a solicitação formal pelo actual presidente da Câmara, através de uma carta data de 23 de Julho, à qual a empresa respondeu poucos dias depois apresentando oficialmente os termos hoje explicados em conferência de imprensa.

Oiça aqui:

Contrato promessa de compra e venda (documento público aprovado em Dezembro de 2001 pela Câmara e pela Assembleia Municipal) dos terrenos da fábrica têxtil do Rio Diz à Câmara Municipal da Guarda, hoje revelado em conferência de imprensa pela Sociedade Têxtil Manuel Rodrigues Tavares:

 

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.