PS teve outra vitória por poucochinho no distrito onde Seguro é militante. E efeito Amaro não existiu

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • PS teve outra vitória por poucochinho no distrito onde Seguro é militante. E efeito Amaro não existiu

O Partido Socialista ganhou a nível nacional as eleições de modo confortável em relação ao «poucochinho» de há cinco anos, quando a curta diferença nas europeias de 2014 em relação à coligação PSD/CDS levou António Costa a usar esta expressão e a precipitar a saída de António José Seguro do cargo de secretário-geral. Mas no distrito da Guarda, onde o antigo líder socialista foi presidente da federação e se mantém militante (na concelhia da Guarda), a diferença foi menos significativa e permite ao ex-deputado pelo círculo devolver a apreciação ao agora primeiro-ministro.

Aliás, o PS até teve no distrito pior resultado do que há cinco anos [ver aqui]: baixou de 35,73% e 19.508 votos para 34,69% e 17.431 votos. O PSD teve agora 30,55% (15.351 votos) e o CDS 5,99% (3.009 votos), quando em 2014 em coligação alcançaram 35,13% e 19.179 votos. Ontem o PS ganhou em 10 dos 14 concelhos do distrito: Vila Nova de Foz Côa, Figueira de Castelo Rodrigo, Trancoso, Fornos de Algodres, Celorico da Beira, Guarda, Sabugal, Gouveia, Manteigas e Seia. O PSD venceu em Aguiar da Beira, Mêda, Pinhel e Almeida.

No concelho da Guarda [ver aqui] o PS teve praticamente a mesma percentagem de 2014 (32,24% nas eleições de ontem; 32,40% nas de há cinco anos) mas mais 141 votos. O PSD conseguiu 29,45% e menos 267 votos do que a coligação PSD/CDS em 2014 (que então obteve 31,97%), sendo que o CDS teve agora 817 votos (5,7 por cento). A diferença, este ano, entre o PS e o PSD no universo de 14.223 eleitores que foram às urnas foi de 397 votos de vantagem para os socialistas. Um reforço que se deveu sobretudo à vitória na freguesia urbana da Guarda.

A lista do PS venceu em 24 das 43 freguesias. A do PSD só foi a mais votada em Codesseiro, Pera do Moço, Arrifana, Jarmelo São Miguel, Jarmelo São Pedro, Castanheira, Casal de Cinza, Vila Garcia, Rochoso, Vila Fernando, Marmeleiro, João Antão, Santana da Azinha, Adão, Pega, Porto da Carne, Aldeia Viçosa, Videmonte e Meios.

Nas maiores freguesias rurais não houve alterações significativas em relação às últimas europeias: em Gonçalo o PS teve apenas mais um voto do que em 2014 (passou de 181 para 182) e o PSD, que há cinco anos (em coligação com o CDS) tinha ficado atrás da CDU, subiu agora para segundo partido mais votado (PSD com 62 votos, CDS com 11 e CDU com 58 em 2019; CDU com 96 e PSD/CDS com 65 em 2014); em Famalicão da Serra o PS continuou a ganhar, mas com menos 35 votos do que em 2014; e em Maçainhas também ganhou, mas com menos 45 votos do que nas anteriores.

Um facto significativo é que a abstenção esteve, tanto no distrito como no concelho, em contraciclo com os resultados nacionais. Em percentagem houve mais votantes do que em 2014 e em números absolutos o concelho da Guarda até registou um crescimento.

Quanto ao efeito da presença de Álvaro Amaro na lista do PSD ao Parlamento Europeu, parece não ter alterado de modo significativo o resultado nas eleições no concelho da Guarda: os resultados não apresentam grande diferença entre 2014 (quando tinha acabado de chegar à presidência da Câmara da Guarda) e 2019 (quando acabou de deixar o mandato para concorrer a estas europeias). [Oiça aqui as reacções dos líderes distritais do PS, PSD, BE, CDS e PCP]

Oiça aqui:

 

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.