PS retoma o argumento de que Álvaro Amaro «não é da Guarda»

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • PS retoma o argumento de que Álvaro Amaro «não é da Guarda»

Do abate de árvores e do polémico processo das obras de requalificação do  Parque Municipal também se falou na Assembleia Municipal desta quinta-feira. O deputado do PS, António Saraiva, pegou no assunto para dizer que ainda «ninguém percebeu» a opção da autarquia. O agora presidente da federação distrital socialista, que regressou à Assembleia depois de mais de um ano de ausência, recuperou também um dos argumentos que o partido usou na campanha eleitoral de 2013: Álvaro Amaro «não é da Guarda» e «não sente a cidade». «O PS não aprendeu a lição», respondeu o presidente da Câmara, no dia em que passavam precisamente três anos sobre a eleição. 

Oiça aqui:

 

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.