loader

PS anuncia queixa-crime contra Amaro se requalificação da antiga Câmara «não cumprir regulamentos»

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • PS anuncia queixa-crime contra Amaro se requalificação da antiga Câmara «não cumprir regulamentos»

O Partido Socialista apresentará uma queixa-crime ao Ministério Público, além de participações a outras entidades, se a obra de requalificação do edifício dos antigos Paços do Concelho, na praça Luís de Camões, «não cumprir regulamentos» de intervenção em imóveis no centro histórico. O aviso foi feito por Joaquim Carreira na sessão da Assembleia Municipal da passada sexta-feira. «Eu próprio e a bancada do PS nesta assembleia não hesitaremos em participar desta grave ilegalidade», declarou o arquitecto. O Partido Socialista a nível concelhio ficou assim vinculado ao anúncio, uma vez que da bancada faz também parte o presidente da comissão política, Agostinho Gonçalves. O antigo vereador fez uma intervenção acerca dos trabalhos de requalificação urbana que o município já realizou ou planeia e não poupou nos termos contra o presidente da Câmara, Álvaro Amaro, de quem referiu que «nesta matéria só oiço asneiras, mas completamente». E foi neste tom – que declarou ser para «despertar consciências, em especial as mais teimosas» de «um eleitorado desatento» – que Joaquim Carreira criticou os projectos concebidos por colegas de profissão «que vêm de Cascais ou Matosinhos» e que o presidente da Câmara «carrega». E toda a intervenção prosseguiu neste registo, sobretudo quando criticou o projecto apresentado para o Largo da Misericórdia. Acerca da solução de anfiteatro para compensar o declive do local, chegou a questionar se servirá «para assistir sentado à saída das cerimónias fúnebres». O único elogio de Joaquim Carreira foi para a requalificação do Jardim José de Lemos, espaço público onde reconhece «como principal virtude a tentativa de o tornar contemporâneo e o adaptar aos tempos modernos». Na resposta, Álvaro Amaro desafiou o socialista a colocar também em discussão pública «os projectos que fez para a Câmara, que a Câmara lhe pagou e que a Câmara não executou».

Oiça aqui:

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.