loader

Investigador vê futuro da Guarda como «importante plataforma ferroviária nacional»

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • Investigador vê futuro da Guarda como «importante plataforma ferroviária nacional»

Uma região com o cruzamento de tantas linhas de transporte deve ser valorizada como um entreposto, um novo Entroncamento, por onde passageiros e as mercadorias passem obrigatoriamente. É o que defende um dos investigadores da logística ferroviária do país, convidado para a edição das Conferências da Guarda que decorreu ontem à tarde. A Guarda fica no centro dos quatro pontos cardeais e pode ganhar um novo estatuto de “porta da Europa”, depois de concluído o investimento na Linha da Beira Baixa. Manuel Tão vê o futuro da cidade como «importante plataforma nacional ferroviária».

Oiça aqui:

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.