loader

Estudantes abrem Assembleia Municipal de amanhã. E há renúncias na bancada do PS

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • Estudantes abrem Assembleia Municipal de amanhã. E há renúncias na bancada do PS

Em Abril foi a despedida de Álvaro Amaro como presidente da Câmara; em Junho foi o combate aos incêndios; em Setembro são as preocupações da juventude. A sessão de amanhã da Assembleia Municipal da Guarda volta a ter um momento extra, antes do início dos trabalhos.

Na agenda apenas figura o habitual período de antes da ordem do dia (para «tratamento de assuntos de interesse para o Município») mas a presidente da Assembleia, Cidália Valbom, faz uso dos poderes, enquanto figura máxima do poder local no órgão deliberativo do concelho,  para chamar a sociedade a participar.

De algum modo, foi já nessa condição de apenas cidadão convidado que o antigo presidente da Câmara prestou contas finais, uma vez que a sessão da Assembleia a 15 de  Abril viria a ocorrer depois da entrega das listas do PSD às eleições para o Parlamento Europeu e da suspensão de funções de Álvaro Amaro.

Mas o modelo acabou por ser definitivamente inaugurado na Assembleia de 26 Junho, quando foi dada a palavra, antes da ordem de trabalhos, aos intervenientes no dispositivo de combate a incêndios: Protecção Civil, associações de Bombeiros e Forças de Segurança. Foi um longo período de apresentação e troca de esclarecimentos sobre as condições de prevenção e resposta a fogos florestais.

E o formato vai  prosseguir: para a sessão de amanhã os agrupamentos de ensino público e as escolas particulares do concelho receberam o convite para se fazerem representar por alunos que intervirão antes da abertura dos trabalhos.

Os agrupamentos da Sé e de Afonso de Albuquerque, a Escola Profissional da Guarda e a escola do Outeiro de S. Miguel vão ter estudantes a falar sobre o que os preocupa no início deste ano lectivo. É um figurino novo numa Assembleia que quer assim afirmar maior preponderância enquanto órgão autárquico.

E haverá também, esta quinta-feira, mudanças em pelo menos uma bancada: Agostinho Gonçalves já não deverá ser o coordenador do grupo parlamentar do PS.

O progressivo afastamento da intervenção partidária, na sequência do processo de escolha dos candidatos às eleições do próximo dia 6,  poderá ter mais esta consequência. A confirmar-se, o presidente da concelhia entregará a função na Assembleia Municipal a um dos eleitos que se seguem na lista que o PS apresentou às eleições autárquicas de 2017: Paulisa Assunção ou, no caso de esta recusar, António Monteirinho.

Já o elemento da bancada socialista que mais se tem destacado enquanto elemento da oposição (sobretudo nas matérias relacionadas com as finanças municipais) sai de vez. Hugo Carvalho, que em Março deste ano chegou a comunicar aos colegas o abandono de funções mas viria a reconsiderar [ver notícia aqui], entregou agora o pedido de renúncia.

E esta poderá não ser a única saída definitiva. Por confirmar está a decisão do cabeça de lista do PS à Assembleia Municipal e anterior líder da bancada, Joaquim Carreira, que pediu a suspensão do mandato há exactamente um ano. Por lei este é o limite para estar fora de funções, o que quer dizer que amanhã o antigo vereador terá de assumir uma de duas atitudes: comparecer na sessão e retomar o lugar; ou formalizar a renúncia.

Embora a concelhia do PS tenha já feito circular junto dos restantes eleitos que a intenção do arquitecto seria abandonar de vez as funções autárquicas, a confirmação só existirá nesta sessão em que fará um ano desde que Joaquim Carreira deixou de comparecer. Até porque não seria a primeira vez que anunciaria a saída da actividade política.

A última intervenção enquanto deputado municipal e coordenador da bancada socialista tinha acontecido na Assembleia de Junho de 2018, quando declarou, em nome do PS, a intenção de apresentar queixas-crime no Ministério Público conta a Câmara, por violação de regulamentos em intervenções de requalificação urbana.

Oiça aqui:

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.