Empresa de Carlos Santos Silva vendeu serviços às câmaras da Guarda, de Celorico da Beira e de Almeida

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • Empresa de Carlos Santos Silva vendeu serviços às câmaras da Guarda, de Celorico da Beira e de Almeida

As autarquias da Guarda, de Celorico da Beira e de Almeida foram as únicas do distrito da Guarda que celebraram contratos públicos com a empresa Proengel, fundada e gerida por Carlos Santos Silva, o gestor detido no âmbito do processo que envolve o antigo primeiro-ministro, José Sócrates.

Com a câmara da Guarda a Proengel – Projectos de Engenharia e Arquitectura, Lda, foi beneficiária de um ajuste directo no valor de 17 mil euros, assinado em Novembro de 2009. Segundo o contrato, a empresa teria 30 dias para realizar uma alteração ao plano de pormenor do novo pólo industrial da Guarda, ou seja, de uma área integrada na Plataforma Logística.

Para a autarquia de Celorico da Beira teria que elaborar, no prazo de 110 dias e de acordo com o contrato datado de 17 de Março de 2011, a avaliação ambiental estratégica para o plano director municipal. O trabalho teria um valor de 19.800 euros.

Em Almeida, o ajuste directo com a câmara foi celebrado há um ano e meio, em Maio de 2013, e teve a ver com a elaboração de projectos de especialidades para a remodelação de instalações do destacamento e posto territorial de Vilar Formoso da GNR. Custou 39 mil euros.

No distrito a Proengel fez ainda projectos para a Águas do Zêzere e Côa.

Constituída em 2006, a sociedade (que tem sede na freguesia de Teixoso, concelho da Covilhã) passou a ter Carlos Santos Silva como gerente a partir de 2009 e desde ess data já fez 86 contratos com entidades públicas, no valor global de mais de 3 milhões e 700 mil euros. Os clientes são sobretudo câmaras municipais, mas também empresas do grupo Água de Portugal e a Estradas de Portugal.

Desse total, o número de contratos celebrados na vigência do anterior governo (de José Sócrates) e do actual (de Passos Coelho) foi exactamente o mesmo: 43.

 

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.