Candidato do PS à Câmara da Guarda: Concelhia disponível para indicar Eduardo Brito

  • Home    /    
  • Atualidade    /
  • Candidato do PS à Câmara da Guarda: Concelhia disponível para indicar Eduardo Brito

A comissão política concelhia do Partido Socialista esteve hoje reunida com Eduardo Brito e deu-lhe conta da disponibilidade da estrutura local para vir a convidá-lo formalmente a ser o candidato à Câmara da Guarda. O encontro decorreu na sede do PS e durou pouco mais de uma hora. À saída nem o presidente da concelhia, João Pedro Borges, nem Eduardo Brito quiseram prestar declarações à Rádio. Mantém-se assim, pelo menos oficialmente, o pacto de silêncio que terá sido acordado com Joaquim Carreira. O vereador e número dois da lista à Câmara há quatro anos terá oficializado junto do órgão partidário concelhio a resposta ao convite para ser candidato. Isto há mais de três semanas. Mas comprometeu-se a não tornar pública a decisão e as razões antes de a concelhia concluir o processo, ou seja, antes de ter um nome alternativo face ao cada vez mais evidente cenário de recusa por parte de Carreira. Apesar desse acordo, várias fontes confirmam à Rádio que a reunião de hoje serviu essencialmente para abordar o presidente da comissão política distrital e antigo autarca em Seia. Depois da indisponibilidade de João Pedro Borges (a quem cabe em primeira instância resolver o problema, como presidente da concelhia) por motivos profissionais [ver notícia anterior aqui] e da resposta negativa por parte de António Saraiva (que invocou razões pessoais e familiares mas também lembrou que, enquanto presidente da federação distrital, teria tanto dever de concorrer na Guarda como em qualquer dos outros treze concelhos), Eduardo Brito é agora o nome que reúne a preferência dos dirigentes concelhia, dos quais há um ano teve o apoio quando avançou para as eleições federativas contra António Saraiva. O antigo presidente da Câmara de Seia não foi, hoje, conclusivo na resposta – asseguram as fontes da Rádio. Mas não fechou a porta à possibilidade de aceitar enfrentar Álvaro Amaro – mesmo depois de ter defendido que o candidato socialista à capital do distrito deve ser daqui natural ou pelo menos cá residente. Mas as circunstâncias mudaram e o partido vive numa espécie de “estado de emergência”, além de que o principal foco da campanha interna de Eduardo Brito foi, precisamente, a ambição de lutar por um bom resultado nas autárquicas naquele que foi, até 2013, um bastião socialista durante 37 anos. Por outro lado, o presidente da comissão distrital pode ter aqui uma forma de projectar o futuro político: perante a ausência de interessados, a coragem de concorrer a umas eleições difíceis para o PS na Guarda acabará por tornar-se num argumento de peso quando chegarem as próximas eleições para a federação distrital; ou quando se discutir a formação de listas para a Assembleia da República. Certo é que, tal como a Rádio avançou ontem, o PS está a fazer todos os esforços para ter um candidato antes do final deste mês. Até porque para 2 de Abril está marcada para a Guarda a convenção autárquica do PSD, com a presença de Pedro Passos Coelho, onde serão apresentados os candidatos social-democratas a todas as câmaras do distrito. Álvaro Amaro será o anfitrião e os socialistas querem evitar dar-lhe razões para explorar a inexistência de adversário.

Oiça aqui:

 

Definições de Cookies

A Rádio Altitude pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies permitem-nos analisar a utilização do site, por forma a podermos medir e melhorar o respectivo desempenho.
Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.