Actualidade

A capacidade hoteleira está esgotada para a noite da passagem de ano na Guarda. Nalguns casos, as reservas asseguram há semanas a plena ocupação.

Oiça aqui:

Há unanimidade no executivo da Câmara Municipal da Guarda contra a transformação da Pousada da Juventude em residência para estudantes.O Governo tencionará incluir o edifício na lista de novos equipamentos para receber alunos de universidades, uma possibilidade que apanhou de surpresa os agentes políticos locais.

Oiça aqui:

A GNR já tem em marcha a operação “Natal Tranquilo” que vai prolongar-se até ao dia 26. No distrito, os militares  vão estar particularmente atentos às duas auto-estradas e ao IP2, num patrulhamento que envolve mais de uma centena de efectivos.

Oiça aqui:

Um dos factos politicos da semana foi a aprovação por unanimidade  pela Assembleia Municipal de um voto de protesto ao Governo contra a suborçamentação da ULS da Guarda [ver notícia aqui]. No dia seguinte, o PS veio dizer que afinal as dotações orçamentais da ULS até vão aumentar para 2019 [ver notícia aqui]. Na edição desta semana do programa “Quarto Poder” os dois comentadores políticos da Rádio tiraram algumas conclusões. Tiago Gonçalves destacou em primeiro lugar o facto de, finalmente, o PS ter reagido às acusações feitas há três semanas pelo PSD. E Pedro Pires saúda o PS por finalmente fazer “prova de vida” nesta questão da ULS, mas critica a estratégia do partido na Assembleia Municipal, quando se juntou às outras forças partidárias para aprovar um voto de protesto contra Governo, em termos explicitamente críticos para o partido. Depois do que aconteceu, Pedro Pires acha que o líder da concelhia socialista devia demitir-se das funções. A última reunião do órgão deliberativo municipal «foi um desastre» para o PS, ao ponto de ter sido o CDS, em vários pontos, a «liderar» a oposição», conclui.

Oiça aqui:

Fábio Pinto não diz que não a uma possível candidatura à concelhia da Guarda do Partido Socialista nem a nenhuma outra «oportunidade» na política local. O líder do PS na Assembleia de Freguesia da Guarda deixou de ser secretário nacional da Juventude Socialista no congresso do passado fim-de-semana, por ter atingido os 30 anos de idade, e vai cumprir o ano que falta como presidente da federação distritital da organização. A seguir não abdicará de «participar activamente» noutros eventuais desafios. Mas quanto a concorrer à liderança concelhia dos socialistas, refere que «ainda falta tanto tempo» e que a  actual comissão política «tem margem para desenvolver» muito trabalho.

Oiça aqui:

A Associação dos Amigos da Linha da Beira Baixa vai exigir ao secretário de Estado para a Valorização do Interior que cumpra o objectivo definido pela Unidade de Missão, no sentido de aproveitar as potencialidades da ferrovia na área do turismo. O porta-voz da associação, António Pires, diz que a rentabilização da linha deve ser encarada como uma prioridade pelo Governo, dando como exemplo o que está a contecer no Douro. Mas para lá do aproveitamento turístico há a necessidade de estabelecer horários e serviços que cumpram as necessidades das populações e voltem a criar hábitos de circulação no eixo entre a Guarda e Castelo Branco.

Oiça aqui:

O Partido Socialista, na Assembleia Municipal da Guarda, diz que está disposto a colaborar iniciativas de promoção, desde que a Câmara torne públicas explique as propostas. O maior partido da oposição dá como exemplo o programa der apoio ao investimento no concelho.

Oiça aqui: