Actualidade

Está atrasada a decisão sobre o reconhecimento da Serra da Estrela como Geopark da Unesco. Na origem do impasse podem estar dúvidas levantadas pela coordenação científica do Naturtejo, o Geopark vizinho, que engloba parte dos distritos de Castelo Branco e Portalegre, relacionadas com a proximidade e com as semelhanças geológicas.

Oiça aqui:

Ainda não é este ano que o acesso de alunos das escolas profissionais ao ensino superior é simplificado. A medida é para avançar mas só em 2020, esclarece o secretário de Estado João Sobrinho Teixeira.

Oiça aqui:

Os vereadores do PS na Câmara da Guarda reclamam meios humanos, pelo menos um funcionário a tempo inteiro, para os apoiarem no trabalho autárquico e no estudo dos processos. Eduardo Brito considera que a disponibilização de um gabinete é insuficiente, se não for acompanhada do necessário suporte técnico.

Oiça aqui:

 

A Guarda pode vir a ter acesso à Internet gratuito no centro histórico: revelação feita pelo presidente da Câmara à margem de uma conferência sobre cidades inteligentes. E a ideia é estender este programa às freguesias rurais. Mas aí depende do investimento dos operadores.

Oiça aqui:

 

Sobre o destino do edifício da antiga Pousada da Juventude da Guarda, cada governante inquirido ou que se desloca à cidade tem trazido uma nova versão [ver notícias aqui]  A mais recente foi a do secretário de Estado do Ensino Superior. João Sobrinho Teixeira veio diz que, afinal, o Governo não vai afastar-se da finalidade que colocou em decreto-lei em Fevereiro: o imóvel na Avenida Alexandra Herculano vai ser memso residência de estudantes. Só não sabe dizer quando.

Oiça aqui:

 

«É uma honra» fazer parte da galeria do Prémio Eduardo Lourenço, afirma em declarações à Rádio o professor universitário Carlos Reis, galardoado com a edição deste ano [ver notícia aqui]. Nas primeiras declarações após a escolha do júri, o ensaísta destaca a admiração pelo patrono e sublinha o papel da Guarda no centro do diálogo ibérico.

Oiça aqui:

Depois de ter aquirido, há dois anos, o edifício contíguo à nova sede da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela, a Câmara da Guarda está a ultimar o processo de compra de duas outras casas degradadas na Praça Luís de Camões, revelou o presidente, Carlos Monteiro, em resposta às críticas dos vereadores da oposição acerca da falta de estratégia e investimento no centro histórico.

Oiça aqui: