Actualidade

A candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura ainda não diz muito a uma boa parte das pessoas. A confissão é do próprio vereador da Câmara que tem este pelouro. O envolvimento da cidade e da opinião pública está longe de ser o adequado, reconhece Victor Amaral. Por agora, a parte institucional vai sendo reforçada: Salamanca, que foi Capital Europeia da Cultura em 2002, cimenta o apoio através da Universidade em nome de laços antigos, refere o vice-reitor Henrique Morán, recordando o grande número de estudantes provenientes da região da Guarda e o «projecto muito querido» do Centro de Estudos Ibéricos. O convénio celebrado no fim-de-semana formaliza assim uma intenção que já tinha sido manifestada em entrevista à Rádio pelo reitor da Universidade de Salamanca em Setembro do ano passado [recordar notícia aqui].

Oiça aqui:

O PCP fez este fim-de-semana pré-campanha eleitoral para as Europeias no mercado de sábado de manhã na Guarda, com a segunda candidata, Sandra Pereira (que é natural de Seia). «Junto do povo», como o partido sublinha que faz «todo o ano».

Oiça aqui:

Um lapso, uma desconsideração involuntária ou um protesto deliberado contra o Governo e o Partido Socialista nacional? O ministro Adjunto e da Economia inaugurou esta edição da Feira Ibérica de Turismo, na Guarda [ver notícia aqui], percorreu-a durante mais de três horas e ficou para jantar no recinto. Mas em nenhum momento esteve acompanhado por qualquer dirigente da federação distrital do partido do Governo. Uma ausência que foi notada e que contrastou com outras aberturas da FIT, em que os dirigentes partidários procuravam manter-se na primeira linha. A não comparência de Pedro Fonseca ou de membros da direcção socialista foi comentada no programa de debate político da Rádio, “Quarto Poder”. Tiago Gonçalves admitiu que se tenha tratado mesmo de um protesto do PS distrital contra o Governo. E nessa altura ainda não se sabia se o presidente da federação estaria a acompanhar (como veio a acontecer) a candidata ao Parlamento Europeu, Maria Manuel Leitão Marques. A ausência num dia e a presença noutro, a confirmar-se, seria a prova de acto deliberado. Uma leitura que Pedro Pires, o outro comentador do programa, acompanhou, considerando que o contraste entre a presença do PS nesta feira e nas anteriores não terá sido por acaso, vindo enventualmente na linha de uma reunião da Comissão Política Distrital, ocorrida esta semana na Guarda, onde a incapacidade de mobilização e influência terá sido não só apontada por participantes como até reconhecida por dirigentes. Pedro Pires considera que o Partido Socialista local perdeu uma oportunidade, até, de marcar pontos politicamente, se tivesse aproveitado a presença do ministro da Economia para promover um encontro com os trabalhadores da fábrica da DURA. Mas o partido do Governo optou por ignorar a FIT e a presença do ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, tendo estado no dia seguinte no mesmo certame a acompanhar a candidata ao Parlamento Europeu, Maria Manuel Leitão Marques. Uma deslocação em pré-campanha que, de qualquer modo, ficou marcada pela notada falta de mobilização de militantes e simpatizantes: apenas Pedro Fonseca, presidente da federação, acompanhou a totalidade da visita, a que ocasionalmente se juntaram outras figuras do PS distrital, mas porque se encontravam no recinto da feira em funções relacionadas com a presença institucional enquanto autarcas.

Oiça aqui:

A comitiva do Bloco de Esquerda que visitou, esta sexta-feira ao final da tarde, a Feira Ibérica de Turismo era para ter sido liderada pela própria coordenadora do partido mas a iminência de uma crise política reteve Catarina Martins em Lisboa. E assim, a cabeça de lista ao Parlamento Europeu, Marisa Matias, percorrer o evento na Guarda com vários dirigentes locais e considerou que a FIT pode ser um meio para equilibrar o crescimento turístico. A candidata refere que há muitas decisões em causa nestas eleições, a começar pela defesa e pela justa distribuição dos fundos de coesão.

Oiça aqui:

 

A Feira Ibérica de Turismo tornou-se visita obrigatória de candidaturas às Eleições Europeias. Esta sexta-feira, a meio da tarde, a número 2 da lista do PS,  Maria Manuel Leitão Marques, percorreu um certame do qual disse ter colhido uma agradável impressão enquanto montra do turismo ibérico no centro da relação entre os dois países. A FIT pode ser… o motor do trabalho em redeque é necessário para o Turismo e não só, assinalou. A candidata promete ser, no Parlamento Europeu, uma «voz das regiões».

Oiça aqui:

A câmara de Gouveia vai reabilitar um edificio na zona antiga e transformá-lo na Casa da Vivência Judaica. O presidente, Luis Tadeu, diz que o legado judaico no concelho não pode ser esquecido mas reconhece que há ainda muito por explorar no concelho e na região. Tudo seria melhor se a Rede das Judiarias fizesse um bom trabalho de promoção, assinala.

Oiça aqui:

O assunto foi comentado na edição semanal do programa “Quarto Poder”, ainda sem se conhecer o conteúdo da declaração ao país do primeiro-ministro, em que António Costa ameaçou demitir-se se a reposição integral do tempo de serviço dos professores for aprovada. Tiago Gonçalves assume que, neste momento, não tem certezas absolutas sobre as intenções dos dois blocos políticos em confronto. EPedro Pires  diz que o que aconteceu no Parlamento é uma irresponsabildade da oposição, que só se justifica pela proximidade de eleições.

Oiça aqui: