Actualidade

A lei da reorganização judiciária confirma o encerramento dos tribunais da Meda e Fornos de Algodres mas não só: a comarca da Guarda não terá nenhuma secção especializada de família e menores, embora os distritos vizinhos de Castelo Branco e Viseu tenha duas cada um.

Oiça aqui:

Voltou a chover, esta semana, dentro do edifício onde funcionam as urgências, o bloco operatório e a radiologia do Hospital da Guarda [ver fotografias aqui]. Mas o novo bloco, ainda não inaugurado, já exibe sinais de degradação e infiltrações na parede poente.

Oiça aqui:

O cabeça de lista do PS às eleições europeias, Francisco Assis, diz que o estreitamento de laços com a crescente diáspora vai ser uma bandeira do partido na campanha que se aproxima.

Oiça aqui:

Estão marcadas para 10 de Maio as eleições para a comissão política distrital do PSD. Rui Ventura e Carlos Peixo deverão ser os únicos candidatos.

Oiça aqui:

A fonte luminosa do Mileu foi uma obra "marcante" de um tempo, ao ponto de ter estado no centro de uma das polémicas da campanha eleitoral de 1997. Hoje está fora de uso. Bastante mais emblemático e útil é o Jardim dos Castelos Velhos. Só que quase não é utilizado, em parte devido a um conflito, que se arrasta em tribunal, entre a autarquia e o loteador de uma das urbanizações, que impede o acesso pedonal à zona alta da cidade.

Mais duas paragens no roteiro informativo que estamos a fazer esta semana, para tentarmos perceber o como e o quando da finalização ou solução de obras de requalificação urbana na Guarda.

Oiça aqui:

Sofia Vargas teve um acidente grave na estrada municipal que liga a Sequeira a Casal de Cinza. Após longa recuperação, lidera um movimento pela correcção do traçado daquela via, principalmente no "ponto negro" da travessia inferior da A23, onde já houve vários casos mortais.

Oiça aqui:

Já baptizada informalmente como "Rotunda 29 de Setembro" (dia da festa do padroeiro da antiga freguesia e, principalmente, das eleições autárquicas), a obra de remodelação do cruzamento da Avenida de São Miguel com a Rua do Facheiro levantou uma enorme polémica [recordar aqui e aqui] e também contribuiu para os sentimentos de protesto e mudança expressos nos votos. Iniciada a poucas semanas das eleições, com um prazo de execução de 45 dias, a rotunda ainda não está pronta. O que se destaca actualmente é a pouca utilidade da obra, mais do que antevista pelos cidadãos que então protestaram, e a destruição de parte do jardim.

É a paragem seguinte no roteiro das obras por terminar, feito pela Rádio com o vereador do pelouro do Urbanismo, Sérgio Costa. Para questionarmos quando e como vão terminar os trabalhos.

Oiça aqui: