A Câmara Municipal da Guarda vai pagar «até ao final desta semana (27 de Março) a todos os seus fornecedores», diz a autarquia em nota divulgada esta tarde. 

O objectivo é «minimizar o impacto negativo que a pandemia da COVID-19 está a provocar na economia, fruto também da situação inerente ao estado de emergência decretado pelo Presidente da Republica e por forma a dar uma ajuda suplementar à economia local»

Os pagamentos contemplam «todos os fornecimentos feitos à autarquia até ao último dia do mês de Fevereiro», o que permite «a injecção de mais de um milhão de euros nas empresas dos mais diversos ramos de atividade», refere o município.

«Neste momento excecional, em que os nossos comerciantes e empresários estão a viver um período dramático e que vai certamente agravar-se se não forem tomadas medidas radicais por parte do Governo», a Câmara Municipal da Guarda procura dar o próprio «contributo à economia local, pagando a tempo e horas». 

Tal só é possível porque tem existido «ao longo destes últimos seis anos uma gestão rigorosa dos seus recursos financeiros».