Não é caso único no Hospital da Guarda: à semelhança de outros serviços, faltam médicos na dermatalogia. No mês em que esta valência comemora 25 anos, a directora do serviço, Fátima Cabral, diz que o ideal era passar dos actuais dois especialistas para quatro. Mas reconhece que não vai ser fácil atrair mais médicos desta área para a ULS da Guarda, uma vez que faltam em todo o país . Um quarto de século depois, a médica recorda o desafio que foi criar este serviço.

Oiça aqui: