O governador regional do Clube Rotário, José Luís Carvalhido da Ponte, acaba de iniciar funções e tem percorrido a metade do país, onde se inclui a Guarda, que pertence ao chamado distrito 1970 desta organização mundial. Há uma norma de preparação e alternância dos titulares que leva a que nenhum mandato tenha duração superior a um ano. E o desígnio é sempre o mesmo: «servir de forma sustentável», explica o responsável em entrevista à Rádio.

Oiça aqui:

;