Licenciada em gestão e marketing, Bárbara Moreira deixou o emprego no Porto para se dedicar à recuperação de casas abandonadas e acolher, no interior do país, migrantes e refugiados de guerra. O projecto está a nascer na aldeia da Ima, no Jarmelo (concelho da Guarda), as primeiras quatro famílias devem mudar-se para lá no próximo mês. Terão habitação e terrenos para cultivo, a partir de espaços devolutos ou cedidos para o efeito. 

Oiça aqui: