As licenciaturas em Gestão e em Gestão de Recursos Humanos, da Escola Superior de Tecnologia e Gestão, foram as mais procuradas no Instituto Politécnico da Guarda na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior.

Os dois cursos preencheram a totalidade das vagas e num caso, Gestão de Recursos Humanos, o número de colocados (40) foi superior ao das vagas iniciais (37). Gestão tem todos os 45 lugares ocupados por novos alunos.

O curso de Desporto, na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto, teve procura para 47 das 55 vagas. Na mesma escola, a licenciatura em Marketing colocou candidatos em 25 dos 28 lugares. Enfermagem, na Escola Superior de Saúde, preencheu 74 das 100 vagas disponibilizadas. Estes são os cursos do IPG com melhor desempenho.

No oposto da tabela há três licenciaturas que não tiveram qualquer candidato: Educação Básica (na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto) e Engenharia Civil e Engenharia Topográfica (na Escola Superior de Tecnologia e Gestão).

Com fraca procura nesta primeira fase contam-se, na ESTH, as licenciaturas em Energia e Ambiente (com 3 dos 21 lugares preenchidos), Contabilidade (com 9 de 35 lugares procurados), Engenharia Informática (9 em 61) e Design de Equipamento (8 em 21).

Na ESECD, o curso de Animação Sociocultural teve 9 entradas em 23 vagas. Restauração e Catering (na Escola Superior de Turismo e Hotelaria, com 5 novos alunos em 26 vagas) e Farmácia (na Escola Superior de Saúde, que ocupou 4 das 42 vagas) também tiveram escassa procura, segundo as colocações conhecidas este domingo.

Ainda na Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto, o curso de Comunicação e Multimédia preencheu 28 das 50 vagas e o de Comunicação e Relações Públicas ocupou 30 dos também 50 lugares.

Na Escola Superior de Turismo e Hotelaria houve 16 colocações em 43 vagas do curso de Gestão Hoteleira e 12 de 30 em Turismo e Lazer.

No total, o Politécnico da Guarda oferecia 734 vagas e preencheu 364, tendo sobrado 373 para a segunda fase, ou seja, pouco mais de metade.

As médias de entrada no IPG são baixas: as notas do último colocado variaram entre os 9,5 (em Desporto) e 9,8 (em Animação Sociocultural) e os 11 (Comunicação Multimédia e Engenharia Informática) e 11,5 (Design de Equipamento).

Fonte: Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior Público, Direção-Geral do Ensino Superior