Foi hoje publicado no Diário da República o mapa oficial do número de deputados a eleger nas próximas eleições legislativas, marcadas para 6 de Outubro. Confirma-se que o círculo eleitoral da Guarda perde um deputado, passando a contar com apenas 3 representantes na Assembleia da República. O distrito mantém-se acima dos 150 mil eleitores (151.557, concretamente) mas isso não impediu a perda de um deputado para o círculo do Porto, que agora elegerá 40. Viseu, que tinha 9 eleitos, também perde um para Lisboa. O círculo da capital reforça a representação, com 48 deputados. O terceiro maior é o de Braga, com 19, seguido do de Setúbal com 18. Aveiro tem 16 e Leiria elege 10. Coimbra, Faro e Santarém têm 9 cada um. Viana do Castelo tem 6 parlamentares, Vila Real tem 5 e Castelo Branco 4. Com o mesmo número de representantes que a Guarda contam-se outros três distritos, embora todos com menos eleitores: Bragança (141.587 recenseados), Beja (123.032) e Évora (136.725). Portalegre, com cerca de 96 mil eleitores, tem dois deputados. O círculo da Guarda chegou a ter seis deputados, na Assembleia Constituinte eleita em 1975 e nas eleições legislativas de 1976. A partir de 1979 contou com cinco representantes, número que se manteve até à redução de 250 para 230 deputados. Em 1991 elegeu pela primeira vez 4 parlamentares. E em 2019 passa a ter 3.