Ninguém quer alongar-se em explicações acerca da dívida dos municípios ao grupo Águas de Portugal. Na inauguração de investimentos da empresa “Águas do Vale do Tejo” na Guarda, o presidente, José Sardinha, fugiu ao tema. Também o secretário de Estado do Ambiente, João Ataíde, tentou contontar a pergunta da Rádio e pouco adiantou para além do que já é do conhecimento público: há reclamação de débitos e créditos de parte a parte.

Oiça aqui: