Regressam as críticas à proibição dos desportos de montanha na Serra da Estrela. O assunto voltou à ordem do dia num encontro que decorreu no Politécnico da Guarda. O alpinista Pedro Guedes reconhece que a serra tem boas condições para a prática de várias actividades. O problema é que o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas não as permite. Outro praticante (o espanhol Jorge Manzano) destaca as vantagens do turismo de natureza e de como pode ser importante no contexto do desenvolvimento regional  em zonas cada vez mais despovoadas. E até os próprios alunos do IPG da área do desporto (que têm uma unidade curricular relacionada com desportos de montanha) podiam aproveitar melhor. Até porque convém que haja experiências no terreno, lembra a subdirectora da escola Superior de Educação e Desporto, Natalina Casanova.

Oiça aqui: