A iniciativa “Ouvir a Guarda, influenciar o país”, apresentada há dias pelo PS [ver notícia aqui] com o objectivo de abrir o partido à sociedade, mereceu e a análise dos dois comentadores politicos da Rádio, no programa “Quarto Poder”. Tiago Gonçalves diz que nada disto é novo, pois o PSD já tinha avançado com a mesma ideia. Mas neste caso e pelo bem do concelho da Guarda até se justifica a cópia. Politicamente, Tiago Gonçalves destaca a inclusão do nome de Joaquim Carreira num dos grupos de trabalho do PS: pode estar de regresso à Assembleia Municipal e à politica activa, agora que a sombra de Álvaro Amaro se afasta para Bruxelas. Pedro Pires também comentou o tempo e o modo da apresentação do PS: o comentador do “Quarto Poder” destaca alguns aspectos positivos de uma iniciativa que, no entanto, considera que teria merecido outro enquadramento em termos de presenças.

Oiça aqui: