O socialista António José Seguro nunca mais falou de política, desde que foi derrotado nas eleições directas para secretário-geral do PS por António Costa em 2014. Mas dizer-se que está morto para a política é capaz de ser uma notícia exagerada. Há até quem preveja a possibilidade de regressar num combate político de base (que lhe dê visibilidade): por exemplo, candidato à Câmara da Guarda em 2021, liderando a tentativa de recuperação do antigo bastião socialista no concelho onde se mantém como militante. Mas por agora estará mais atento às Europeias do próximo mês para ver até que ponto o PS de António Costa consegue ir além do resultado “poucochinho” de 2014, que acabou por lhe ditar a queda. E enquanto espera vai falando da Europa, precisamente, como há dias numa escola secundária de Penamacor, de onde é natural, onde deu uma aula e defendeu que o projecto europeu precisa de líderes e «políticos com P grande». António José Seguro pediu aos jovens para ajudarem a cuidar desta Europa que vive numa encruzilhada, a correr atrás do prejuízo e a acumular problemas. Um cenário que torna ainda mais importantes as eleições do próximo dia 26 de Maio.

Oiça aqui: