Confirmação até ao final do mês é o horizonte para se saber se Álvaro Amaro vai, ou não, deixar a presidência da Câmara da Guarda para ser candidato a deputado no Parlamento Europeu. O líder da concelhia social democrata, Tiago Gonçalves (que é um dos comentadores do programa de debate político “Quarto Poder”) espera que Amaro não vá. Mas, se for, considera que se tratará de um orgulho para o partido. De resto, admite sentir «intranquilidade» na Guarda mas assegura que a possibilidade é recebida com «serenidade» no PSD.

Oiça aqui: