«Desprovido de qualquer sentido da realidade», «irresponável», «auto-convencido» e «fanfarrão» que «só diz disparates». Luís Garra, um dos porta-vozes da plataforma contra as portagens nas ex-SCUT do Interior, não poupa nos qualificativos ao ministro das Infraestruturas, Pedro Marques, depois do anúnico do pacote de descontos para as empresas [ver notícia anterior aqui].

Na apresentação do plano, o governante sublinhou a estratégia de chamar empresas para a região, porque elas trazem mais emprego e isso é mais importante do que reduzir as portagens para todos os utlizadores.

Luis Garra considera essas explicações «uma palermice» e continua a apresentar argumentos em sentido contrário.

Oiça aqui: