Pedro Fonseca é o «candidato natural» do PS à Câmara da Guarda. É a opinião dos comentadores políticos da Rádio, para quem os socialistas só têm  a ganhar se não ficarem à espera de uma decisão de Álvaro Amaro, como aconteceu antes das últimas autárquicas. Por isso, o actual vereador e presidente da federação distrital devia dar já dar públicos sinais de disponibilidade, demostrando que o partido não faz depender o futuro da saída, ou não, do actual presidente da Câmara para integrar dentro de poucos meses a lista do PSD ao Parlamento Europeu. O PSD, por seu lado, tem de estar preparado para a eventual renúncia de Amaro, consideram os intervenientes no debate político semanal "Quarto Poder". O partido no poder tem, nomeadamente, de salvaguardar as condições que levaram a um resultado de 61% dos votos nas últimas eleições - bem acima da real expressão eleitoral do partido no concelho.

Oiça aqui: