O presidente do conselho de administração do agora Centro Hospitalar e Universitário da Cova da Beira, João Casteleito, diz que faz todo o sentido que a Unidade Local de Saúde da Guarda também possa ser reconhecida como estrutura com estatuto universitário. A recente reclassificação do Hospital da Covilhã em nada prejudica o Hospital da Guarda, sublinha o médico, recordando o papel que a ULS da Guarda já tinha e mantém no Centro Académico Médico das Beiras. Em relação à proposta do presidente da Câmara da Guarda, Álvaro Amaro, para a criação de um centro hospitalar conjunto [ver notícia anterior aqui], João Casteleiro admite que uma possível futura estrutura do género poderá ter vantagens. Também o presidente da Câmara da Covilhã, Vítor Pereira, reconhece que a proposta pode ter vantagens para a toda a região. Uma posição na linha da que foi tomada recentemente pelo autarca de Belmonte [ver notíci anterior aqui]

Oiça aqui: