O antigo presidente e responsável pelo arranque do Instituto Politécnico da Guarda (entre 1985 e 1994), João Raimundo, diz que a instituição vive actualmente «uma situação inédita»,em mais de trinta anos, de boa articulação com a Câmara da Guarda.

Oiça aqui: