Rádio Altitude - Variante da Sequeira custa 4 milhões. Obra integrada na remodelação das linhas

«Um acordo histórico». É assim que tanto o presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro, como o presidente da empresa Infraestruturas de Portugal, António Laranjo, classificam o entendimento para que a construção da há muito ambicionada variante da Sequeira seja incluída nos investimentos da requalificação das linhas ferroviárias. O custo de 4 milhões de euros será totalmente suportado pela empresa, que ainda financia em 75% o valor de um milhão de euros que a Câmara vai aplicar na remodelação da rede viária circundante da estação [ver notícia aqui]. As obras deverão começar no final do próximo ano.

Oiça aqui: