Rádio Altitude - Eduardo Brito: contrato do Hotel podia ter sido assinado na Guarda mas polémica foi «cortina de fumo» do PSD

O vereador do Eduardo Brito considera que as criticas da maioria na Câmara e do PSD à assinatura em Lisboa do contrato de concessão do Hotel de Turismo da Guarda apenas constituem uma “cortina de fumo” com  que os social-democratas pretenderam fazer esquecer que «foi o PS que resolveu o problema». O líder da oposição socialista admite que a formalização do contrato podia ter sido pública e na Guarda mas sublinha que o mais importante foi a concretização.

Oiça aqui: