A Catedral da Guarda é a única que não tem um órgão de tubos. O projecto existe é há mais de dois anos que é objecto de negociação entre a Diocese e o Estado, através da Direcção Regional de Cultura do Centro, que assegura o financiamento de 85 por cento do custo estimado em quase 600 mil euros. Mas o processo é demorado, reconhece o vigário-geral, Manuel Pereira de Matos, um dos intervenientes habituais no programa da Rádio "O Mundo Aqui". O local está escolhido: o instrumento ficará instalado sobre a porta Norte da Sé (a que dá para a Praça Luís de Camões) e toda a estrutura pesará 12 toneladas.

Oiça aqui: