Um cidadão do mundo natural do distrito. Alfredo Cunha é fotojornalista e já percorreu todos os continentes em trabalho. Mas foi em África que se deteve mais tempo e trouxe impressões obtidas pela lente e pela alma sobre um povo que precisa de ajuda. É essa realidade que salta à vista na exposição “Toda a esperança do mundo para a Guiné Bissau”,  patente na Guarda, no Paço da Cultura, numa iniciativa do Centro de Estudos Ibéricos. 

Oiça aqui: