Não estarão completamente fechadas as portas para um novo investimento da Coficab na Guarda. Esta é, pelo menos, a convicção do presidente da Câmara. Ontem, à margem da abertura do Salão de Outono no Museu da Guarda, Álvaro Amaro foi questionado pela Rádio sobre a decisão da empresa de transferir para outro país o investimento de oito milhões de euros que esteve anunciado para a ampliação da unidade de Vale de Estrela e manifestou a convicção de que a multinacional não abandonará os planos de expansão. Apesar da declaração de interesse municipal e da unanimidade na Câmara e a na Assembleia Municipal, o processo teve conheceu um entrave na divisão local do Ordenamento do Território, uma estrutura dependente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional que deu parecer negativo por motivos ambientais.

Oiça aqui: