Entre despedidas em definitivo e regressos pré-anunciados (depois de 1 de Outubro) os eleitos das várias forças partidárias na Assembleia Municipal da Guarda trocaram recados, na sessão desta semana (que foi a última do mandato). A ala mais à esquerda criticou o demasiado tempo que a direita dedicou a louvar o actual poder. Por outro lado, o PSD defendeu o estado do município e o CDS (que pertenceu neste mandato à coligação que governou o concelho) disse, por meias palavras, que é preciso alguma mudança.

Oiça aqui: