A coligação liderada pelo CDS (que integra o PPM e o MPT) apresenta listas em oito freguesias do concelho da Guarda. No caso das sete rurais foi uma tarefa difícil, admite Henrique Monteiro, que acumula as funções de líder distrital do partido, presidente da comissão política concelhia, cabeça de lista à Assembleia Municipal e mandatário da candidatura. O dirigente alega que houve pressões por parte de outras forças partidárias e «tentativas para desmobilizar» os candidatos centristas.

Oiça aqui: