É mais uma baixa na candidatura do CDS à Câmara da Guarda: depois de Carlos Gonçalves [recordar notícia aqui] e do mandatário António Godinho [recordar notícia aqui], agora é a ainda vereadora do CDS no executivo desvincular-se da candidatura. Ana Isabel Batista  explica à Rádio que foi uma decisão pessoal, já comunicada ao partido do qual não deixa de fazer parte. E confessa lamentar que a coligação PSD/CDS não tenha sido renovada, admitindo ter sido sondada por Álvaro Amaro para continuar continuar na lista agora apenas com a sigla do PSD. Nunca teria aceite, esclarece, por lealdade ao CDS. Mas também se desvincula da estratégia autárquica do partido onde milita, que diz ser errada. E justifica a presença na apresentação das listas do PSD como uma decisão «a título pessoal» e porque «tenho lá amigos». «Fui lá para os felicitar», sublinha.

Oiça aqui: