O comentador da Rádio e antigo vereador e vice-presidente da Câmara da Guarda diz que vai, pela primeira vez em duas décadas, assistir a uma eleição autárquica apenas como espectador. Na edição desta semana do programa “O Mundo Aqui”, onde é um dos intervenientes, Virgílio Bento recordou, contudo, algumas ideias que faziam parte do programa eleitoral que não chegou a ser sufragado em 2013, devido à impugnação das listas do movimento de cidadãos que liderou. E garante que ninguém pode arrogar-se herdeiro ou depositário desse conjunto de linhas estratégicas. Foram contributos que ficaram como património público para a discussão do futuro da cidade e do concelho, diz.

Oiça aqui: