Actualidade

Rui Rio é o grande vencedor da segunda volta das eleições directas do PSD no distrito da Guarda, com 810 votos (63 por cento), seguido de Luís Montenegro com 469 (36 por cento).

O actual presidete do PSD venceu em 9 das 14 concelhias. Luís Montenegro foi o mais votado em Pinhel, Almeida, Manteigas e Celorico da Beira. E na Guarda houve um empate.

Rui Rio e Luís Montenegro tiveram exactamente o mesmo resultado na concelhia da Guarda, na segunda volta das eleições internas para a liderança nacional: 83 votos. Hove um voto nulo.

Na primeira volta, há uma semana, Luís Montenegro tinha sido o vencedor na secção da capital do distrito, com 86 votos contra 67 em Rui Rio e 19 em Miguel Pinto Luz.

 

Aí está mais uma época de programação da Rádio Altitude. A Temporada 16 tem início na segunda-feira, 20 de Janeiro, e irá até ao Verão. A designação por temporadas refere-se a cada novo período da grelha de programas iniciada após a mudança por que passou a estação a partir de 2004, sob a atual direção. Desde então, temos aperfeiçoado anualmente o modelo e inovado nos conteúdos. Na mais antiga rádio local de Portugal e uma das pioneiras na Europa (entrámos no 72º ano de emissão) procuramos consolidar a posição de órgão de comunicação de referência na Guarda e na região, renovando conceitos e fórmulas que vão ao encontro de um público plural, exigente, crescente e disperso por muitas latitudes. Nesta temporada voltamos a reforçar a equipa de colaboradores, alargando o leque de sensibilidades e abordagens. São agora quase 70 vozes de cidadãos com mundo. E outras novidades passam pela reformulação da imagem, tanto ao nível da identidade sonora em antena como na presença nos meios digitais. Até ao final de Janeiro a Rádio Altitude terá uma nova página na Internet, mais atual, dinâmica e adequada à interação com um número crescente de seguidores nas redes sociais: mais de 43 mil, a maior comunidade entre os órgãos de comunicação social da Beira Interior. Vamos também de encontro ao perfil de uma audiência cada vez mais presente nos novos canais. A emissão online já atingiu uma média mensal de 15.000 minutos, equivalente a mais de 20 meses consecutivos de audição num período de 30 dias.

Eis o muito que há para ouvir:

 

INFORMAÇÃO

De segunda-feira a sexta-feira há Jornais próprios às 8h30, 9h30, 12h30 e 18h00. Algumas destas edições são complementadas por espaços de reportagem, direto e entrevista, dando corpo a uma das marcas da estação: a informação dinâmica e interventiva, capaz de marcar a agenda.

Ao sábado os jornais de informação geral são às 9h30 e às 12h30 e ao domingo antecedem e encerram o magazine Revista da Semana, entre as 11h00 e as 13h00.

Nos feriados os jornais de informação geral são às 9h30, 12h30 e 18h00.

 

ENTREVISTA

O espaço de grande entrevista está de regresso, mas sem periodicidade fixa. Sempre que a atualidade o justifica, um protagonista da vida pública é o convidado do Argumentário, durante cerca de uma hora, quinta-feira às 11h00, com reedição na sexta-feira às 7h00.

 

DEBATE

O debate político Quarto Poder é um clássico da estação. O frente-a-frente semanal, com o habitual painel formado por Pedro Pires Tiago Gonçalves, prossegue à sexta-feira às 11h00 com reposição sábado às 8h00.

Também à sexta-feira, depois das 18h30, na Semana Cruzada comenta-se a atualidade. Em cada edição haverá três vozes, a partir de um painel plural formado por mais de duas dezenas de intervenientes. António Bico, José Pedro Branquinho, Lucas Chambel e Nuno Silva são os novos comentadores. Juntam-se a Abílio Curto, Alexandre Lote, Álvaro EstêvãoAntónio FernandesArmando Neves, Bruno Andrade, Henrique MonteiroHugo Fernandes, João Paulo Antunes, Joaquim Canotilho, Joaquim NércioJosé Robalo, Manuel Rodrigues, Messias Matias Coelho, Mónica Duarte, Norberto Gonçalves, Nuno AlmeidaPaulo Menano, Pinto de Almeida, Ricardo Neves de SousaRui CorreiaRui RibeiroSofia Monteiro, Tiago Saraiva GomesVítor Roque. O programa tem reedição ao domingo às 9h00.

À quarta-feira, mas também no modelo de ir para a antena sempre que a atualidade o justifique, abrimos o Fórum Altitude, entre as 11h00 e as 12h00 (com reposição quinta-feira às 7h00). Ana Manso, João Rota e José Pires Manso formam o painel de presenças habituais em estúdio, que será complementado por outros intervenientes, conforme o tema em discussão.

 

OPINIÃO

Prossegue Local Global, à segunda-feira às 9h00. Fábio Pinto antecipa a semana, numa visão própria e, em algumas edições, partilhada com convidados, acerca dos acontecimentos de perto e de longe.

À segunda-feira às 11h00, no programa O Mundo Aqui, vários cidadãos refletem sobre o mundo, do local ao global. Joaquim Marques é o novo integrante do painel, no qual já participam, rotativamente, Adelaide Campos, Ângela Guerra, António José Dias de Almeida, Carlos Pinto, José Valbom, Manuel Pereira de MatosMarília Raimundo, Santinho Pacheco e Virgílio Bento. Reflexões com base em diferentes sensibilidades, com reposição terça-feira às 18h30.

Teoria da Evolução é o espaço de opinião às 10h30 de sexta-feira (com reedição domingo às 8h30). De temática livre, é um testemunho da evolução dos dias. Maneiras de ver agora também de Dulcineia Catarina Moura e José Manuel Campos, que vão partilhar a crónica semanal, rotativamente, com Agostinho Silva, Hélder Coelho, Honorato Esteves, Júlio Salvador Victor Afonso.

 

TERTÚLIA

No programa Chaise Longue, Teresa Gonçalves e Hélder Coelho falam de temas atuais ou menos atuais, numa conversa assertiva e às vezes corrosiva, mas sempre em modo descontraído. Quinzenalmente à segunda-feira a partir das 23h00, com reedição ao início da manhã quarta-feira, a partir das 7h00.

Paulo Coelho é o autor de um espaço que regressa nesta temporada: A ponte é uma passagem, uma tertúlia sobre roteiros, viagens, aventura, desportos de montanha e turismo. Quinzenal, à sexta-feira às 10h00, com reedições ao sábado às 11h00 e à segunda-feira às 7h00.

 

DESPORTO

À segunda-feira prossegue o clássico debate desportivo Jogo na Mesa, no qual três intervenientes defendem as cores dos três maiores clubes do futebol nacional. O painel é formado por Armando Almeida (adepto do FCP), João Baptista (pelo SCP) e Rui Baía (pelo SLB). O programa tem reposição à terça-feira ao final da madrugada, às 6h30. 

À quinta-feira às 19h00 o Escape Livre, com Luís Celínio e Pinto Moreira, prossegue a tradição na informação sobre automobilismo (é o programa mais antigo da rádio em Portugal, desde 1973). Tem reposição ao sábado às 18h00.

 

MÚSICA E PROGRAMAS DE AUTOR

Além da seleção musical exigente com a marca Altitude fm, vários programas de autor compõem a grelha.

Há duas novas apostas: Deus T’Acuda, com Pedro Maia, quinta-feira às 23h00, com reposição às 00h00 de sábado. E Suppa Groove, de Geraldo Luís Mantovani, às 23h00 de sábado e reposição às 00h00 de segunda-feira.

De terça para quarta-feira, às 00h00, António José Novais conduz Jazz à meia-noite, com reposição no mesmo horário de sábado para domingo.

Segue a Sociedade de Autor, programa em que um cidadão por semana é convidado a fazer a sua própria seleção, para passar na Rádio na quarta-feira às 17h15, com reposições sexta-feira às 00h00 e sábado às 11h30.

Playland tem marca de Nuno Rua (Dj Playground) à sexta-feira às 22h00, com reedição às 2h00 da madrugada de domingo.

Ao sábado, às 10h30, César Prata assina mais uma temporada de Ouvidos de Mercador, com reposição às 18h00 de domingo.

 

PROGRAMAS TEMÁTICOS E PARCERIAS

IPG FM é o programa produzido pelo Instituto Politécnico da Guarda, que tem emissão quarta-feira às 19h00 e domingo às 13h00.

Rede Social é o programa da Escola Profissional da Guarda, mensal (na última semana de cada mês), às 11h30 e às 17h10 de quinta-feira, com reedição sábado às 13h00.

Altos Vinhos regressa à emissão, numa colaboração com a Comissão Vitivinícola Regional da Beira Interior. Na segunda semana de cada mês à terça-feira às 11h00 (com reedições no mesmo dia às 17h15 e domingo às 10h30), uma entrevista, uma reportagem, uma história e muitas razões para conhecer os vinhos feitos em altitude, que estão a conquistar o mundo.

 

PROVEDOR DO OUVINTE

Hélder Sequeira – que foi diretor da Rádio até 1994 – continua a exercer as funções de Provedor do Ouvinte. A Rádio Altitude foi até agora o único órgão de comunicação social audiovisual privado em Portugal que instituiu esta figura, em 2006. O papel do Provedor do Ouvinte é o de um interlocutor independente entre a Rádio e os públicos, recebendo ou fazendo críticas e sugestões. O espaço de análise, crítica e sugestão é transmitido no primeiro sábado de cada mês, depois das 12h00.

 

RÁDIO GLOBAL

A Rádio aposta cada vez mais nos recursos online e na interação com os públicos: na página da estação, em www.altitude.fm (que é reformulada no início desta temporada) e nas rede sociais Facebook (facebook.com/altitudefm.guarda), Twitter (twitter.com/altitudefm) e Soundcloud (soundcloud.com/altitudefm) as atualizações constantes incluem a disponibilização de todos programas e rubricas em podcast, bem como das notícias que são difundidas na Rádio. A emissão online está acessível 24 horas em tempo real no computador (em www.altitude.fm), no smartphone ou no tablet (através de aplicações para plataformas móveis, como a TuneIn ou a Simple Radio, entre outras).

 

Dulcineia Catarina Moura (Teoria da Evolução), António Bico (Semana Cruzada), Nuno Silva (Semana Cruzada), Joaquim Marques (O Mundo Aqui), Lucas Chambel (Semana Cruzada), Paulo Coelho (A Ponte é uma Passagem), José Manuel Campos (Teoria da Evolução) e José Pedro Branquinho (Semana Cruzada) são novos colaboradores nesta temporada.

 

Um espectáculo memorável. É desta forma que a Câmara de Pinhel apresenta o concerto que esta sexta-feira à noite vai abrir as comemorações dos 250 anos da elevação a cidade. A Orquestra Filarmónica Portuguesa e o Coro de Câmara Filarmónico de Berlim dão o espectáculo que assinala também os 250 anos do nascimento de Beethoven. E desta forma Pinhel também se associa à candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027, ao mesmo tempo que inicia a programação de um ano que será «especial» para aquele concelho, diz o presidente da Câmara, Rui Ventura.

Oiça aqui:

Foi anulado o concurso público para a construção da ciclovia [ver notícia aqui] que irá ser contruída ao logo da VICEG (numa ligação entre a zona do Instituto Politécnico e a zona da estação e do bairro de São Domingos, com passagem pelo parque industrial). Os concorrentes apresentaram preços muito superiores em relação ao valor base definido pela câmara, que era de 2 milhões e 100 mil euros. Assim, o projecto fica adiado por algum tempo. A autarquia vai ter agora apresentar outro caderno de encargos e abrir novo concurso.

Oiça aqui:

Ontem à tarde foi apresentada a equipa de projecto [ver notícia anterior aqui] da candidatura da Guarda a Capital Europeia da Cultura em 2027, que tem Pedro Gadanho como director executivo. O responsável diz que o facto de existir uma candidatura, mesmo que a Guarda eventualmente não seja escolhida,  já é muito importante para o futuro, não apenas para a cidade mas para toda a região que se associou em rede. Mas o arquitecto garante que a ideia «é para ganhar» e promete apresentar até ao final do Verão um primeiro relatório acerca do trabalho que vai ser feito.

Oiça aqui:

No passado fim de semana o professor catedrático e conhecido médico legista do Porto, José Pinto da Costa, esteve na Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço, na Guarda, onde participou na apresentação de um livro sobre questões relacionadas com o envelhecimento. A obra é da autoria de uma enfermeira (especializada em gerontologia social) que trabalha na Covilhã. “Vida com vigor na terceira idade”  é a segunda publicação de  Fátima Figueiredo, que fala do livro como uma espécie de manual de sobrevivência feliz para idades mais adiantadas. O prefácio do livro é também do catedrático e antigo director do Instituto de Medicina Legal do Porto. José Pinto da Costa reflecte sobre as questões do envelhecimento. Uma área com novos e interessantes desafios, desde logo porque se vive mais tempo.

Oiça aqui: