Actualidade

António Costa vai estar na Guarda na próxima terça-feira para fomalizar a concessão de benefícios fiscais à instalação da nova fábrica da COFICAB na Plataforma Logística, confirmou a Rádio junto do gabinete do Primeiro-Ministro. A sessão está agendada para o início da tarde do dia 23 e nela o chefe do Governo e o ministro Adjunto e da Economia assinarão com a multinacional sediada na Guarda o contrato de crédito fiscal de 20 por cento no IRC e de imposto de selo até cinco milhões e 700 mil euros, que foi aprovado na quinta feira em conselho de ministros [ver notícia anterior aqui]. A nova unidade industrial foi anunciada no ano passado, durante as celebrações do Dia da Cidade, a 27 de Novembro [ver notícia anterior aqui].

Só as estações de correios que são ao mesmo tempo agências do banco postal vão manter-se abertas, denunciou ontem o Bloco de Esquerda durante uma acção concertada nas regiões do Interior. Bruno Andrade, dirigente do partido na Guarda, diz que a empresa CTT está a privilegiar a área financeira, o que levará ao encerramento, nos próximos dois anos, de centenas de balcões em todo o país. Entre eles o da Guarda-Gare. A cidade passará assim a contar com uma única estação de correios.

Oiça aqui:

O Conselho de Ministros aprovou ontem um crédito fiscal de 20 por cento no IRC e de imposto de selo até cinco milhões e 700 mil euros para a instalação da nova fábrica da Coficab na Guarda [ver notícia anterior aqui]. O investimento anunciado para a Plataforma Logística é um dos contemplados por uma medida especial de apoio ao Interior. 

Oiça aqui:

A Juventude Socialista pede mais investimento público nas regiões do Interior. No Fórum da Coesão Territorial, que decorreu na Guarda, o secretário-geral da organização jovem do PS, Ivan Gonçalves, defendeu que o Estado tem de ser consequente numa política de solidariedade nacional. Este fórum fechou na Guarda um roteiro que a Juventude Socialista organizou nos últimos meses em todo o país. Fábio Pinto, presidente da JS distrital, é também o secretário nacional para a coesão territorial e diz que a passagem dos jovens socialistas pelo "país real" permitiu fazer um diagnóstico para os decisores políticos.

Oiça aqui:

Se a saída de Adalberto Campos Fernandes,  horas depois de ter visitado o Hospital da Guarda [ver notícia anterior aqui], foi uma coincidência, o facto «foi mau para a Guarda» mas se não seou de mera coincidência doi mesmo «de muito mau tom» por parte do ex-ministro da Saúde. É a reacção do presidente da distrital do PSD, Carlos Peixoto, que lamenta ver o tema da saúde a Guarda «voltar à estaca zero». No mesmo tom, o presidente da concelhia social-democrata da Guarda, Tiago Gonçalves, espera que o governante tenha conseguido ainda comunicar à Administração Regional de Saúde do Centro as indicações que aqui deixou. 

Oiça aqui:

 

Do Agrupamento de Escolas de Celorico da Beira  chegam histórias reunidas num  livro. "A escola das Margaridas”, assim se chama a publicação, apresenta textos em diversos formatos e também fotografias e muitas ilustrações, resultantes do trabalho de uma centena de participantes. É bra que reúne, sobretudo, afectos.

Oiça aqui:

Mais de 500 pessoas participaram num jantar que assinalou o primeiro ano do novo mandato e o quinto desde que Álvaro Amaro chegou a presidente da Câmara da Guarda. E a possibilidade de o autarca deixar o cargo para assumir outras funções (integrando, eventualmente, a lista do PSD ao Parlamento Europeu nas eleições do próximo ano) não deixou de ser abordada. Mas quem esperava um sinal ou uma clarificação saiu com mais dúvidas. Está aberto um novo tabu.

Oiça aqui: